Gerânio para os males do amor

teste – post 1

Gerânio para os males do amor | Zephyrus Tarot
The Spirit of the Flowers Tarot
The Spirit of the Flowers Tarot

A versão pré-hacker do Zephyrus trazia alguns artigos sobre o uso de óleos essenciais, mas eles não estavam no meu backup e se perderam. Não me coloco como aromaterapeuta, embora estude o assunto e indique ou presenteie algumas pessoas com óleos puros e sinergias. Uma das vantagens de atender no Crystal Healing é que há produtos da Bioessência para vender, como óleos, hidrolatos e fórmulas prontas, o que facilita bem a vida.

E por que escolhi falar do gerânio (pelargonium graveolens ou pelargonium odorantissimun)? É muito complicado recomendar óleos no atendimento à distância. Eles precisam ser preparados com critério, diluídos na proporção correta em um óleo carreador e, na maioria das vezes, seria necessário trabalhar uma composição (sinergia) de dois ou três óleos para ajustar diferentes aspectos mentais e/ou emocionais que aparecem no jogo precisando de atenção. Considerando tudo isso, o gerânio é satisfatoriamente abrangente nos seus benefícios, seguro no uso e tem um preço que considero razoável.

Na maioria dos casos, o gerânio vai atuar no obscuro reino das relações mal resolvidas e, citando as Três Espadas da Dor descritas pela Zoe de Camaris, abandono, raiva e saudade podem ser o epicentro de grandes tragédias na vida de alguém, pois esse “buraco negro” suga tudo ao seu redor, como interações de qualquer natureza, projetos pessoais, saúde, emprego etc.

Poderia fazer uma pequena lista dos casos mais comuns, mas quem atende deve ter um bom repertório de situações tóxicas que deixam a gente pensando em como ajudar além do aconselhamento oracular.

O óleo de gerânio não é a cura para todos os males. Eu o vejo como um instrumento que ajuda no despertar uma nova consciência, sustentando o crescimento do indivíduo – especialmente o seu amadurecimento emocional. Claro que o consulente precisa ajudar a si mesmo para não continuar alimentando seus monstros internos. O gerânio também vai minimizar esse impulso, mas não se trata de uma solução que se compra. É preciso comprometimento e esforço pessoal, sempre, não importa o desafio.

“Poderia ser outro óleo?”. Sim, dependendo do foco, mas, como já escrevi, é o que me atende bem nessas conversas que passam pela baixa estima, mágoas, tristezas, dependência emocional e temas correlatos.

Gerânio para mulheres que amam demais

Equilibrador hormonal, o óleo de gerânio é sempre benéfico para as mulheres, seja nos transtornos da TPM ou da menopausa. Para os homens, também ajuda na inflamação da próstata. Há outras indicações clínicas, mas não quero entrar nisso. Na parte estética, como componente de cremes, é um poderoso restaurador da pele.

Às vezes a gente se fixa em palavras-chave e eu sempre me lembro da Gorethi Moura dizendo que o gerânio “é o óleo das mulheres que amam demais”. Esse é um bom começo para abordar o tratamento das emoções através da aromaterapia.

Independente do gênero, existe a situação clássica de quem experimenta o desespero existencial de não ter alguém de forma mais ampla (“não quero ficar só”) ou não ter uma pessoa em especial (“só serei feliz com João/Maria”). A gente sabe (ou deveria saber) que colocar a felicidade nas mãos de outra pessoa é sempre um grande equívoco, mas isso ainda é o que mais leva as pessoas a consultar um oráculo. #fato

Em tempos de Facebook, Tinder, WhatsApp e outras ferramentas sociais, surge a décima-primeira praga do Egito na forma dos namoros virtuais. Não que haja algo de errado com o meio em si, mas na expectativa que se deposita em situações dúbias ou inexistentes. Agradeço ao WhatsApp, por sinal, pela introdução do “duplo check azul”, pois eliminou a pergunta “ele viu a minha mensagem?” da consulta, que agora pula direto para “e por que ele não me respondeu?” – colocando apenas “ele” para facilitar, mas sem ser sexista, por favor, guardem as pedras.

Seja como for, são muitas histórias ruins que se tornam piores quando envolvem pessoas comprometidas. E se até algum tempo a traição era quase que exclusivamente masculina, existe um número enoooooooorme de mulheres casadas pulando a cerca, o que, para mim, se resume a um claro processo de autossabotagem, até porque a mulher tem a tendência a se entregar mais nessas experiências e sofrem proporcionalmente porque esperam por algo que não irá se realizar, na maioria dos casos (literalmente).  ;)

O meu lado Regina Navarro Lins pensa que as regras precisam ser claras e devem ser discutidas se algo muda. Se mudam e geram desconforto, é hora de reavaliar se vale a pena seguir em frente. Isso pode ser mais fácil falar do que executar, mas não tem outro jeito.

Então, onde entra o gerânio?

Utilizado em inalações, vaporizadores, banhos, aplicações ou massagens, o óleo essencial de gerânio possui grande afinidade com o chakra cardíaco. Como medida básica, ele acalma, além de remover angústias, mágoas e ressentimentos. Por isso mesmo traz equilíbrio, estabilidade emocional e sentimento de segurança.

Também é dito que as propriedades calmantes do gerânio ajudam na aceitação das coisas como elas são, inibindo a frustração, a raiva e a culpa ao mesmo tempo em que abre a possibilidade do perdão – ainda que falar de perdão, para muita gente, seja algo complicado.

Sou partidário de que não se bebe água limpa em um copo sujo. A gente precisa se libertar dessas energias para se beneficiar com o que a vida tem para oferecer, sem contaminações. Obviamente, o estado de entrega para que as coisas aconteçam conta bastante – e o gerânio também cuida nisso, tirando tanto as nuvens negras de que nada vai dar certo quanto as fixações em objetivos (pessoas ou situações) destrutivos.

Tudo começa com a autoestima

Outra ação do gerânio é sobre a autoestima , que envolve o reconhecimento do valor pessoal e o amor próprio. Isso é muito importante para as relações desiguais, onde um se submete aos caprichos do outro por diferentes motivos ou atrai padrões repetitivos de parceiros – o famoso “dedo ruim”. Entra no pacote a pessoa que cobra de si especificações estéticas, sociais e/ou culturais para que venha a ser reconhecida pelo outro. Também quem acha que “o que vier é lucro” porque se mede por baixo.

Hanson-Roberts Tarot
Hanson-Roberts Tarot

O que me inspirou a escrever sobre o gerânio foram as relações afetivas, mas não se prenda a isso. Outros óleos poderiam ser recomendados em uma questão profissional, por exemplo, mas o gerânio não está descartado porque o cerne da questão é o alinhamento emocional e a prevenção de abusos de qualquer natureza.

A medicina chinesa diz que a doença surge onde o fluxo de energia está comprometido, seja por excesso ou deficiência de Chi (energia vital). Pense nos óleos como restauradores deste fluxo, de acordo com as propriedades de cada um.

Se olharmos o conceito budista de amor como o desejo que o outro alcance a felicidade, temos no amor próprio o entendimento genuíno de que você também merece ser feliz. Se algo não te faz feliz, seja o que for, não é bom para você. O sacrifício (e a gente aprende isso na carta do Pendurado) só vale a pena se for para conquistar algo melhor, como perder fins de semanas estudando para ter uma excelente colocação no concurso. Se não é assim, é caridade ou burrice.

Para o judeu, o que contrapõe o amor não é ódio, mas o medo: o medo de perder, de acabar, de ficar sem. Se só existe amor, existe a plena confiança no Universo que, a exemplo da Estrela, o estoque das ânforas é infinito – “e que seja infinito enquanto dure”, já dizia o poetinha.

Na vibração do amor também não há espaço para o apego, muito menos para o ciúmes, outro dois sentimentos combatidos pelo gerânio. E há quem valorize muito o ciúmes. Clientes ficam ofendidas se as cartas mostram que não há ciúmes por parte do outro (“Ué, ele não tem medo de me perder, não?“). Entendem falta de ciúmes como falta de amor. Não! Tenha em mente que o ciúmes é destrutivo e hostil. Não existe “tenho um ciúmes saudável”, pois não há nada de benéfico em se sentir ameaçada, principalmente quando não há motivos para isso.

Shirley Price, em Aromaterapia e as Emoções, introduz o gerânio em diferentes grupos de sentimentos negativos. Passei por alguns, mas não todos. Primeiro porque fiz a opção de abordar relacionamentos e, segundo, porque há óleos melhores para alguns problemas que ela apresenta. Valerie Ann Worwood, em The Fragrant Mind, chega a recomendar para vítimas de abusos e violência (não fica claro, mas entendi o abuso, em especial, como sexual), mas isso é para ser tratado por um psicoterapeuta e não por um tarólogo – no sentido de que a vítima pode achar que uma coisa substitui a outra e isso é algo muito delicado.

Enquanto escrevia, lembrava de algumas clientes e suas dores, mas prometi não fazer uma listinha de ‘causos’. Recomendo para todas as clientes? Não. É preciso ter uma dose de bom senso para reconhecer quem quer sair desse lugar de dor. Outras poderiam se beneficiar, mas desconsiderariam a minha sugestão porque se identificam com este estado e só querem saber da única solução que têm em mente, que é volta de quem já virou essa página e seguiu adiante sem olhar para trás (a história acabou para um, mas não acabou par outro) ou o amor correspondido de alguém que não a valoriza ou respeita (todas as relações desiguais se encaixam aqui).

Como usar?

No atendimento presencial e devidamente equipado, o aromaterapeuta prepara o(s) óleo(s) escolhido(s) diluído(s) em um veículo próprio, como um óleo vegetal, um creme, uma loção, um gel etc. Conforme a opção, este veículo pode ser utilizado para espalhar no corpo como um hidratante ou em uma massagem.

pingentePara algo que fica por conta de quem compra o óleo, a melhor sugestão é ter um aromatizador individual, vendido em forma de um pingente oco. No interior do pingente é colocado um pouco de algodão e nesse algodão pinga-se umas duas gotas do óleo.

Fora o fato que o aroma estará presente boa parte do tempo, a pessoa pode trazer o pingente para perto do nariz para aspirar de forma delicada – passe o pingente na frente do rosto, não precisa colocar junto às narinas.

Em casa, é sempre legal ter um aromatizador elétrico como o do Via Aroma, que é seguro. Há inúmeros outros aromatizadores com rechaud, mas não sou muito amigo de velas acesas em casa. O elétrico, por exemplo, eu posso ligar à noite e dormir em seguida. Dificilmente faria o mesmo com uma vela acesa, mas isso é de cada um. Eu nunca mais vi, mas há muito tempo se vendia uns anéis de cerâmica para apoiar em lâmpadas incandescentes. Era fácil apoiar na lâmpada de abajur e deixar o calor fazer o resto, mas quase todo mundo adota lâmpadas econômicas hoje em dia, que possuem outro formato. Para o ambiente também é possível ter sprays. A quantidade de gotas do óleo vai variar de acordo com o volume do frasco. Preencha 70% com álcool de cereais, pingue o óleo e complete com água deionizada. Para 200ml de líquido, dá para colocar até 20 gotas de óleo.

Ainda considerando o uso individual, a pessoa pode pingar 1 gota (e é uma gota mesmo) no dedo e passar no peito. Pode botar mais 1 gota em um dos pulsos, esfregando um no outro em seguida. Aproxime os pulsos do rosto e aspire por alguns momentos. Isso pode ser feito de 2 a 3 vezes ao dia. Em momentos de angústia, abra o vidro e aspire suavemente.

Recomendação importante

warning_shieldDeixei de fazer uma observação importante: o tempo todo escrevo “óleo essencial”, mas talvez as pessoas não saibam a diferença dele para “essência aromática”. Em muitas lojas de produtos naturais a gente encontra a essência aromática de flores, folhas, raízes etc como se fossem o óleo essencial, mas são dois produtos completamente diferentes. As essências aromáticas são sintéticas, os óleos essenciais são 100% naturais. Os óleos essenciais são compostos voláteis extraídos por destilação a vapor ou por solventes. Por trazerem a complexidade da estrutura molecular da flor, folha, fruto, madeira, raiz, resina etc. só eles têm propriedades terapêuticas. Verifique sempre o rótulo. Um  vidro com 10ml de óleo essencial de gerânio bourbon deve estar entre R$50 e R$60. Se alguém oferecer por R$10 ou perto disso, foge – é essência.

Possam todos se beneficiar!

Posts Relacionados:

teste – post 2

About Marcelo Bueno 88 Articles
Marcelo Bueno é cartomante com especialização no Tarot. Além de editor do Zephyrus Tarot, promove cursos, workshops e atendimentos com este oráculo.
  • Adelma Nobre

    Ótimo e gratidão !!!

  • Juliana Batista

    Obrigada!