Ogham – Aicme 1

As informações listadas a seguir (e nas outras três páginas sobre o significado das letras do alfabeto celta) têm por objetivo passar uma ideia básica sobre o Ogham. Um aspecto interessante do Ogham é que o conceito oracular e mágico de cada fid está diretamente associado às características físicas e folclóricas da árvore correspondente, de modo que enriquecemos a nossa leitura na medida em que consultamos várias fontes a respeito do tema.

Beith-Birch (Bétula)

  • Árvore associada à Grande Deusa Mãe.
  • É a primeira árvore a mostrar suas folhas depois do inverno e, quando isso acontece, os agricultores sabem que já podem começar a preparar o campo para o plantio.
  • Inícios. Nascimentos.
  • É considerada uma árvore que afasta as más influências. Além de ser muito utilizada na gravação do Ogham, também poder ser usada para aspergir água consagrada ou para “espanar” as vibrações negativas de pessoas e ambientes.
  • Sorte.
  • Aconselha o consulente a aproveitar a energia presente para realizar algo novo em detrimento de insistir em algo velho.
  • Desafio: aprender com as perdas inerente às mudanças, adquirir autoconfiança e enfrentar o desconhecido.

Luis-Rowan (Tramazeira)

  • Árvore de proteção contra encantamentos e ataques psíquicos.
  • Também utilizada para o desenvolvimento dos poderes da percepção e da premonição.
  • Ensina que a verdadeira força e sabedoria se encontram no interior. Insights.
  • Capacidade de reconhecer o certo e o errado.
  • Se as coisas não estão muito bem agora, o consulente deve ser paciente e não perder o controle, pois este “descompasso” é temporário.
  • Caso não haja um problema evidente, é bom ficar alerta para possíveis interferências, incluindo a possibilidade de magia/inveja.
  • Desafio: evitar ser influenciado pelas situações externas. Na dúvida, busque a voz interior.

Fearn-Alder (Amieiro)

  • A árvore é resistente à água e por isso era muito utilizada na construção de palafitas.
  • Indica/aconselha tenacidade e determinação.
  • Pode representar alguém fixo em seus princípios, o que pode ser bom ou ruim, dependendo das outras indicações.
  • O consulente deve avaliar as questões em que se encontra envolvido com imparcialidade para determinar se a sua postura é correta ou se reflete o medo da mudança.
  • Dependendo da pergunta/posição, pode denotar proteção espiritual ou a falta dela.
  • Força moral e física.
  • Desafio: reconhecer o momento certo de permanecer e de avançar na vida.

Saille-Willow (Salgueiro)

  • Árvore associada às fases da lua e às qualidades femininas em todo ser humano.
  • Intuição e imaginação.
  • Na maioria das vezes denota algum tipo decepção.
  • Perigos que não estão sendo percebidos.
  • O consulente não está sabendo de todos os aspectos de uma questão ou está escondendo algo.
  • Lições dolorosas que trazem grandes benefícios.
  • Perdas e furtos, sendo que a tradição celta acredita(va) que, por vezes, o que se perde neste mundo se ganha no outro.
  • Desafio: estar atento aos alertas sutis enviados pelo inconsciente.

Nuin-Ash (Freixo)

  • Árvore associada à ligação existente entre o espírito e a matéria.
  • É um símbolo de integração, indicando que qualquer (re)ação terá efeitos neste mundo e nos planos paralelos.
  • O assunto em pauta é parte de algo muito maior e talvez o consulente esteja muito limitado na sua percepção do assunto.
  • Para resolver um problema é preciso dar dois passos para trás e observar como todos os aspectos interagem no processo.
  • Desafio: perceber que as coisas nem sempre são como parecem ser.