Kipper 1 – 9

Mystisches Kipper

Ainda que o Zephyrus não existisse  na época, prefiro atribuir ao blog, como projeto, e não a mim, a publicação dos primeiros tutoriais completos em português sobre as Runas e o Ogham da Internet – na época, eu tinha um site, a Draco’s Home Page (desculpem o nome tosco… rs).

Não fui o primeiro a fazer, mas recentemente disponibilizei aqui outro tutorial completo, dessa vez abordando a Sibila Italiana.

E eis que surge a oportunidade de falar de mais um oráculo, o Kipper, retomando a condição de ser o primeiro tutorial em português.

Isso não me faz melhor que ninguém. Muito menos sou “o expert brasileiro” desses oráculos, como já fui citado em uma rede social dia desses – por favor, poupem-me das rogações de pragas. Estudo de curioso, compilo porque gosto e compartilho porque é justo – e sem ganhar dinheiro algum por isso. O conhecimento não foi feito para ficar preso no cofre, mas para circular. O talento de cada um que vai enriquecer o pouco que é dito de cada lâmina e a composição delas em um jogo.

O baralho é composto por 36 cartas. Para não ficar um post enorme, vou dividí-lo em 4. Diferente do Lenormand ou da Sibila Italiana, não temos aqui qualquer associação com naipes de cassino.

Por uma questão de comodidade, usarei “consulente” sempre no masculino para não ser obrigado a ficar derivando várias palavras para contemplar os dois gêneros.

1/2. Pessoa Principal (Hauptperson)

As duas primeiras cartas servem para marcar o consulente no jogo, de acordo com o seu gênero. Veja bem, por gênero, separamos quem tem Pepeu de quem tem Pepeca – ponto. Existe uma coisa meio maluca no meio oracular de criar cartas extras para contemplar casais homossexuais no jogo (como no Lenormand do Ciro Marchetti) ou de marcar um homem gay como mulher ‘porque ele se sente assim’ (como faz o Malkiel Dietrich), mas discordo disso – assim como alguns oraculistas com quem já troquei ideia sobre o assunto. De qualquer modo, cada um estabelece as suas regras.

O importante da Hauptperson é que, num tabuleiro, é a partir dela que o jogo é lido. O tempo é definido pela distância das demais cartas, por exemplo, assim como as indicações de passado (cartas nas costas da pessoa principal) ou futuro (cartas à frente da pessoa principal).

Em outros jogos, como ocorre na Sibila e no Lenormand, a carta aparece para reforçar a importância do consulente com relação à pergunta ou de uma pessoa que é particularmente relevante para ele.

1-2-kipper.fw

3. Matrimônio (Ehestandskarte)

Ehestands é “Matrimônio” e karten designa um documento/contrato (“carta”) associado a isso, ou seja, uma formalização de união ou parceria. O Malkiel, que é alemão, traduz para o inglês apenas como “matrimônio”, mas quando joguei no tradutor, esta discriminação me pareceu importante porque dá um certo caráter oficial à coisa, diferente da carta seguinte.

O conceito , em si, é o mesmo de outros oráculos, mas acho legal que essa união não esteja representada por um elemento inanimado, como o Anel do Lenormand, que meramente constata um vínculo, ou por um ritual, como no Matrimônio da Sibila Italiana, que passa uma ideia de formalidade e até mesmo acordo, no sentido mais business do termo, ainda que se trate de um casamento.

As figuras do Ehestandskarte estão felizes e isso faz muita diferença. Elas estão ali porque assim desejam, levadas pelo coração. Não fica muito claro se rola uma dancinha (celebração), mas a cumplicidade é evidente. Malkiel (vou citá-lo algumas vezes) chama a atenção para o fato da mulher estar grávida. Não tinha dado conta disso, mas faz sentido olhando de novo a linguagem corporal. Isso pode significar que a união é produtiva (gera frutos).

Obviamente a carta serve tanto relacionamentos sociais (amizade/romance) quanto profissionais (contratos/parcerias/vínculos empregatícios).

4. Encontro (Zusammenkunft)

A imagem sugere um flerte, com o homem se inclinando em direção à mulher e pegando em sua mão. Não dá para afirmar que são namorados, pois a postura da mulher não é, necessariamente, de receptividade. Embora se deixe envolver, o braço esquerdo se estende para fora, apoiado no braço do sofá. No entanto, o quadro acima dos dois traz a imagem de um Cupido, o que dá um tom romântico à composição.

A imagem do Mystisches Kipper  é de um casal passeando à cavalo numa floresta com um cão correndo junto a eles, sugerindo um momento de descontração. A carta fala desse tipo de aproximação, com pessoas se conhecendo e aprendendo umas com as outras. O consulente pode estar em vias de “namorar” uma pessoa, um projeto, uma atividade de lazer, um estudo – se é que já não está acontecendo. Convites estão na pauta, seja para uma reunião de trabalho (incluindo entrevista de emprego) ou para um encontro entre amigos, incluindo festas onde ele não conhece ninguém.

A promessa, de modo geral, é de contatos agradáveis. O consulente é aconselhado a circular e manter ativa a sua network, pois surgem coisas boas a partir dessas trocas. Não existe, ainda, um compromisso/vínculo. Nem todas as informações estão disponíveis. A confiança é construída aos poucos e é importante não queimar etapas para não comprometer o resultado.

5/6.  Bom Senhor (Guter Herr) e Boa Senhora (Gute Dame)

Outras duas cartas que apresento juntas porque trazem o mesmo teor e mudam, basicamente, quanto ao gênero. De modo geral, são pessoas mais velhas que o consulente, podendo representar pais, tios ou avós. Também fazem parte da lista professores, mestres espirituais, pessoas sábias de um modo geral e autoridades (alguém a quem se dirige com respeito).

Em um relacionamento afetivo, se houver uma grande diferença de idade, as cartas identificam a/o parceira/o. Um site alemão especifica que se o consulente é casado, a amante é a carta da Pessoa Principal (no caso, 2) e a esposa será representada pela 6.

No âmbito pessoal, é alguém em quem se confia e que oferece bons conselhos. Apesar da referência quanto à idade, é mais apropriado, talvez, falar de maturidade, o que pode não ter ligação direta ao tempo de vida do indivíduo em questão. De forma pejorativa, inclusive, aponta para um/a jovem com atitudes de velho/a.

Seja como for, o Bom Senhor e/ou a Boa Senhora aparece/m para dar apoio moral e/ou financeiro ao consulente.  Eu acrescentaria – e isso é por conta própria – que os gêneros aqui não definem o sexo de quem ajuda, mas a sua natureza, podendo ser mais seco e racional (5) ou mais acolhedor e intuitivo (6), mas isso é algo para ser observado.

 7. Notícia Agradável (Angenehmer Brief)

A carta está presente em outros oráculos e os atributos são os mesmos. O título alemão é generoso e promete que a mensagem é boa, mas eu ficaria atento a outras lâminas para confirmar isso. Tenha sempre em mente que existe um direcionamento implícito, logo, o conteúdo, prioritariamente, é para os olhos/ouvidos do consulente e ser discreto muitas vezes funciona como diferencial competitivo.

Apesar do título, a lâmina contempla toda forma de comunicação da atualidade e, em alguns casos, ressalta a necessidade de que ela (a comunicação) aconteça, não importa se de forma direta ou indireta.

8.  Pessoa Falsa (Falsche Person)

Antes de mais nada, os meus mais sinceros agradecimentos aos alemães por não terem colocado um gato como ícone de falsidade, como fizeram os italianos. :) Esta carta é um alerta para situações que envolvem desonestidade de modo geral, como fraudes, falsidades, fofocas e/ou intrigas. O consulente precisa ficar muito atento para não sair prejudicado.

Quando se refere a outra pessoa, é um rival, mas não está descartada a hipótese do jogo falar diretamente para o consulente, se ele estiver escondendo algo. O período não é favorável para empreender algo novo ou tomar decisões importantes. São grandes as chances de incorrer em equívocos. Cuidado também com mau entendidos. As coisas não são como parecem.

Malkiel ensina que, no Tabuleiro, é preciso marcar a posição dessa carta no jogo, pois tudo o que se encontra à sua direita é falso e perigoso, enquanto o que se encontra à sua esquerda (atrás da porta) é confiável.

9. Uma Mudança (Eine Veränderung)

Carta de mudança, como o próprio nome diz. A imagem é da mobília de alguém sendo levada para outro lugar, mas o que muda e como muda, depende das cartas que complementam o jogo. A única certeza é que a questão não permanece como está. Se a situação é ruim, melhora. Se está boa, prepare-se para o giro da roda. O consulente tende a mudar de casa, de emprego, de parceira e nem sempre por vontade própria. Desapego e flexibilidade são fundamentais dentro da situação.


Safe Creative #1311069119404

  • Jose Eloy

    onde posso comprar este tarot? Se alguém tiver algum contato escreva para [email protected]. Obrigado!