10 de Copas: amor e utopia

10 de Copas. Como todo 10, é uma carta de realização, de manifestação da promessa do naipe. No caso, um indicativo de realização emocional. Eu prefiro dizer que é uma carta de transbordamento. A taça enche no 9 e transborda no 10. Não é a felicidade de um indivíduo, mas a felicidade compartilhada. Faz todo o sentido a imagem do Rider-Waite como qualquer outra de senso coletivo.

10 de Copas Rider-Waite Tarot
Rider-Waite Tarot

Ultimamente, no entanto, tenho lembrado muito da minha professora Vera Martins. Ela não falava do 10 de Copas apenas de realização dos desejos, mas também como utopia.

utopia
u.to.pi.a
sf (gr ou+topo+ia) 1 O que está fora da realidade, que nunca foi realizado no passado nem poderá vir a sê-lo no futuro. 2 Plano ou sonho irrealizável ou de realização num futuro imprevisível; ideal. 3 Fantasia, quimera.

É engraçado porque não se trata, muitas vezes, da carta em uma posição crítica no jogo, mas descrevendo o futuro. Você certamente poderia considerar como uma promessa, mas não é.

A cliente pergunta, por exemplo, se o seu interesse amoroso vai procurá-la em breve porque eles tiveram um desentendimento.  Fica claro no jogo que a contraparte abriu mão do relacionamento, mas o método fecha com o 10 de Copas. Se eu cometesse o equívoco de tratar as casas como compartimentos isolados, talvez arriscasse dizer um ‘sim’. A equação, no entanto, parece não fechar. O que está, de fato, acontecendo?

Por onde anda essa tal felicidade?

Você faz algumas perguntas e, voilá, descobre que a tal briga aconteceu há meses – se bobear, há anos. O sujeito, de lá para cá, não responde email, não atende o celular, bloqueou a consulente nas redes sociais. Ele tocou com a vida, ela não. Esse 10 de Copas jamais poderia representar felicidade, apenas utopia. Em outras palavras, a pessoa à sua frente está em estado de negação.

7 de Copas Golden Botticelli Tarot
Golden Botticelli Tarot

“Mas, peraí, utopia é ilusão, não é? Ilusão não é atributo do 7 de Copas?”.  Ok, boa pergunta. Eu considero que o aspecto ilusório do 7 é estar perdido entre diferentes opções. Mal comparando, debaixo de um calor infernal você para na frente da geladeira de uma sorveteria e fica na dúvida de qual sabor lhe traria mais prazer naquele momento.

Muitas vezes a carta vem como um alerta. Copas não é só afeto, você sabe – ou deveria saber. É possível que a pessoa esteja dispersando a sua energia entre várias coisas. Se não concentrá-la naquilo que realmente deseja, é capaz de não realizar nada. Quem me conhece há mais tempo já leu ou ouviu meu argumento sobre ‘canto da sereia’.

A utopia de 10 de Copas é diferente. A pessoa piscianamente criou um ideal para si. Nenhuma outra consideração está em pauta. O cara fechou todas as portas, mas a cliente vive em uma realidade onde tudo vai dar certo no final. Amores platônicos também aparecem aqui, por sinal. Às vezes a outra pessoa nem sabe da sua existência. O tempo passa e a consulente não se abriu para mais ninguém. Ela está se guardando.  Na sua percepção, precisa estar disponível para quando aquele amor acontecer ou voltar.

Você aconselha que ela precisa seguir em frente e  a criatura parece concordar com cada ponto da sua fala. Você acha que “marcou ponto”, mas cinco minutos depois ela pede para ver se o rapaz está sozinho. Se ele estiver saindo com alguém, pergunta se ele está realmente feliz nessa relação, se ela vai durar.

Sim, ela está esperando. Perceba que há uma autoanulação tremenda. Onde está o amor próprio?

Quebrando padrões

Sabe-se lá se alguma coisa do que você disser vai cair em solo fértil e tem condições de germinar. O mais provável é que as sementes se dividam entre as que caíram à beira do caminho para alimentar as aves, as que ficaram nas pedras e as que serão sufocadas entre espinhos – lembrando aqui da parábola do semeador.

Como dica, cuidado com as receitas de bolo e com o pensamento compartimentado. Como lidar com esta situação? Tenho comigo que é necessário ser duro sem perder a compaixão. Fazer falsas promessas por pena é alimentar o mostro e esse monstro consome a vida.

Patchouli
Patchouli

Por vezes eu faço o papel desse “ogro do mal” que desfaz os sonhos e esmaga as esperanças. Faço com jeito, mas faço. Perco clientes? Não, necessariamente, a maioria volta, nem que seja para ver se eu (na verdade, as cartas) “mudei de ideia”.

De uma conversa dessas surgem duas possibilidades: a primeira é que estou estou errado e que esse amor tão louco irá superar todas as adversidades. A segunda é a consulente perceber que precisa se libertar desta condição tóxica. O que sugerir? Fora o aconselhamento orientado pelas cartas, acho que o óleo essencial de Patchouli (Pogostenom cablin) pode ajudar. É o único ou o melhor OE para esta situação? Não sei. Provavelmente, não. Acho que varia de  acordo com o contexto.

O Patchouli tem a fama de ser afrodisíaco e de trabalhar a saciedade (bom para quem está em dieta). Fora as recomendações para a pele, também é antidepressivo. O que talvez não seja muito divulgado é que ele atua na baixa autoestima e nas codependências. Confiança e a coragem são fortalecidas. Duas gotas no aromatizador pessoal irão ajudar na liberação do ciúmes, das obsessões e dos sentimentos de insegurança. Diluído em um creme ou óleo vegetal, será útil no segundo chakra, que contempla as nossas relações.

Patricia Davis (Subtle Aromatherapy) diz que é o óleo dos sonhadores, aterrando e integrando as energias para que a gente perceba as coisas como elas realmente são. Talvez por isso seja um grande aliado nas mudanças de hábito .

Possam todos se beneficiar.

Posts Relacionados:

About Marcelo Bueno 86 Articles
Marcelo Bueno é cartomante com especialização no Tarot. Além de editor do Zephyrus Tarot, promove cursos, workshops e atendimentos com este oráculo.