Arcanos Menores: Ausências e Excessos


Eu publiquei estas informações há pouco tempo em uma comunidade do Orkut. É o resumo de um texto de Stephen Arroyo, extraído do ótimo livro Astrologia, Psicologia e os Quatro Elementos, publicado pela editora Pensamento.

Neste trabalho o autor fala da importância dos elementos na interpretação do mapa natal. Aproveito os mesmos princípios para falar do peso dos naipes em um jogo de Tarot, pois é sempre muito interessante o pano de fundo de uma questão (atitudes e motivações), principalmente em jogos com muitas casas.

É necessário, contudo, não confundir as coisas. Lembro de uma interpretação que saiu no Orkut sobre se uma pessoa passaria ou não em um concurso e alguém apostou no insucesso do consulente pela ausência de cartas de Ouros no Peladan, sendo que Maiores e Menores indicavam outra coisa. Eu até respeito convenções pessoais, mas, de modo geral, não é assim que as coisas funcionam – em outras palavras, o peso dos elementos tempera, mas não determina uma interpretação.

Por outro lado, há realmente de se considerar um desafio extra, por exemplo, concluir um empreendimento de ordem material quando o elemento/naipe das concretizações não aparece, podendo indicar, entre outras coisas, a dificuldade de transformar idéias em realidade.

Em um jogo onde predomina o naipe de Paus (elemento Fogo), por exemplo,existe sempre o risco da pessoa estar agindo impulsivamente e/ou como um rolo compressor, ignorando os sentimentos, interesses e aptidões de outras pessoas.

AUSÊNCIAS

Terra/Ouros – Falta de alicerce. Ignora os requisitos básicos de sobrevivência. Desordem. Falta de sintonia com o aqui-agora. Não se sente bem em lugar algum (não tem chão). Cabeça nas nuvens. Ausência de sentido prático para realizar qualquer coisa. Dificuldade em concretizar. Não tem noção de limites – o que pode ser um componente positivo, dependendo do caso. Irresponsabilidade.

Ar/Espadas – Dificuldade em aceitar novas idéias e a se adaptar a novas situações. Falta comunicação ou ela é precária, sem sentido. Raciocínio lento. Introversão. Dificuldade de fazer associações, de ligar coisas. Ignora a análise, os detalhes. Pode ter uma atitude agressiva quando contrariado(a)..

Água/Copas – Ausência de empatia e compaixão. Falta de sensibilidade. Frieza. Falta de contato com a sua natureza emocional. Solidão, medo, infelicidade. Acumula toxinas mentais e emocionais. Desconfia da intuição. Medo de sofrer..

Fogo/Paus – Falta de ânimo, de confiança em si mesmo e/ou na vida. Falta de fé e otimismo. A alegria de viver é fraca ou inexistente. Os desafios parecem maiores do que realmente são. Timidez. Depressão.

EXCESSOS

Terra/Ouros – Se identifica, em demasia, com o que pode ver/sentir/mensurar. Foco obsessivo no que dá resultado. Preocupação. Apego material. Dificilmente vai além das aparências. Bloqueio. Estagnação. Imobilidade. Busca de segurança. Não lida bem com imprevistos. Ceticismo. Falta de imaginação. Teimosia. Também força e resistência.

Ar/Espadas – Mente excessivamente ativa. Dificuldade em dar profundidade às coisas. Pula de uma atividade para outra sem completar a anterior porque se interessa por várias coisas ao mesmo tempo. Pode fugir freqüentemente da realidade. Tensão. Cansaço – podendo chegar ao esgotamento.

Água/Copas – Sentimento de estar à deriva. Facilmente influenciável. Emoções fora do controle. Esponja psíquica. Extremos de comportamento. Ilusões e fantasias. No aspecto positivo, forte intuição, amor, compaixão e prestatividade.

Fogo/Paus – Se deixa consumir pelo que faz. Hiperatividade, inquietude, euforia. Impulsividade e egocentrismo. Falta de tato.

Posts Relacionados:

About Marcelo Bueno 88 Articles
Marcelo Bueno é cartomante com especialização no Tarot. Além de editor do Zephyrus Tarot, promove cursos, workshops e atendimentos com este oráculo.